fbpx

A massoterapia consiste em uma série de técnicas milenares de massagem que ajudam a aliviar a dor muscular, combater o estresse, estimular a circulação sanguínea e prevenir diversas doenças. O objetivo da massoterapia, mais do que qualquer coisa, é proporcionar sensação de bem estar por meio do massageamento de tecidos moles do corpo e por alguns movimentos específicos nas articulações.

As primeiras massagens realizadas pelo homem pré-histórico eram com pomadas e ervas para esfregar no corpo. Essas poções, consideradas curativas, promoviam bem estar e protegiam contra lesões ou infecções. Os chineses registram em suas literaturas que a massagem era usada como método de cura desde 3.000 a.C. Já os Hindus, em 1800 a.C., indicavam a massagem para reduzir peso, ajudar a dormir e relaxar. Eles eram mais interessados em higiene do que em saúde, a massagem era combinada com banhos e lavagens. No século VII a.C, a massagem esportiva era utilizada com o objetivo de preparar os competidores para provas de força.

Agora vamos ao que interessa: Massagem Esportiva. A aplicação é feita com manobras fortes, rápidas e profundas, aumentando e diminuindo a velocidade, força e resistência, para evitar rupturas e torções. As chamadas “manobras terapêuticas” mais comuns deste tipo de terapia com massagens são:

Amassamento;
Deslizamento;
Fricção;
Pinçamento;
Vibração.

EFEITOS MECÂNICOS

Os movimentos de compressão, tração, estiramento e fricção exercem evidentes efeitos mecânicos nos tecidos. Essas forças mecânicas exercem efeitos mobilizadores de amolecimento e estiramento sobre a pele, tecido subcutâneo, vísceras e músculos.

Movimentos de alisamento com pressão crescente “empurram” o sangue venoso e a linfa presentes nos vasos, promovendo boa circulação e melhora de edemas, assim como podem promover mobilização do conteúdo intestinal.

As manobras realizadas sobre a caixa torácica têm o efeito mecânico de liberar o muco aderente à árvore brônquica e, com a ajuda da gravidade, auxiliam na remoção do escarro pelas vias aéreas superiores.

A pressão comprime tecidos moles e distorce as redes de receptores nas TNL. Desta maneira ocorre um reflexo axonal que estimula receptores na pele, músculos, tendões, ligamentos, cápsula articular e órgãos, gerando inibição da dor e relaxamento.

EFEITOS MECÂNICOS
Promove movimentação de:

Linfa;
Sangue venoso;
Edema;
Conteúdo intestinal;
Conteúdo de hematomas;
Muco.

Promove mobilização de:

Fibras musculares;
Massas musculares;
Tendões;
Pele e tecido subcutâneo;
Tecido cicatricial;
Aderências.

EFEITOS FISIOLÓGICOS

EFEITOS NA CIRCULAÇÃO SANGUÍNEA E LINFÁTICA

Com os músculos relaxados, eles passam a constituir uma massa mole contendo vasos cheios de líquido. Qualquer pressão aplicada deve empurrar o líquido dos vasos na direção da aplicação da pressão.

A massagem vigorosa e estimulante resulta em elevações significativas no fluxo sanguíneo. A pressão leve produz dilatação temporária nos capilares enquanto pressão mais intensa promove dilatação mais prolongada. Então pode-se convir que os capilares ficam mais irrigados.

A vasodilatação pode melhorar a troficidade celular local, aumentar trocas entre os meios celular e sanguíneo, aporte de oxigênio e nutricional, eliminação dos resíduos do metabolismo e do gás carbônico.

Alisamento superficial melhora a circulação cutânea, especialmente o fluxo de veias e linfáticos. Auxiliando na nutrição do tecido, remoção de catabólitos e drenagem de líquido intersticial. Manobras de massagens particularmente leves aplicadas no sentido dos trajetos dos vasos linfáticos superficiais permitem acelerar o fluxo de retorno linfático, sendo úteis em casos de edema para auxiliar na reabsorção. O sangue fluindo para a região melhorará o metabolismo uma vez que o suprimento de oxigênio e nutrientes é reforçado.

EFEITOS NO METABOLISMO E PROCESSO DE CURA.

Considerando que a massagem tem efeitos profundos no sistema circulatório e linfático, parece evidente que pode ter utilidade na estimulação do processo de cicatrização, tanto na fase aguda como crônica.

EFEITOS NO TECIDO MUSCULAR

Um músculo fadigado por alguma forma de trabalho será restaurado de forma mais rápida e completa pela massagem, em comparação somente com o repouso.

A massagem pode causar relaxamento, que se expressa por um aumento do comprimento dos músculos.
Técnicas de tapotagem facilitam e estimulam a contração muscular devido os disparos dos fusos musculares, impede formação de aderências e fibrose, e até mesmo a ruptura de pequenas aderências em músculos imobilizados, lesionados e desnervados.

A massagem promove ao músculo melhor estado de nutrição, flexibilidade e vitalidade, porém, a massagem não impede a atrofia de um músculo desnervado, nem aumenta o tônus muscular e muito menos não fornece hipertrofia.

EFEITOS NOS OSSOS E ARTICULAÇÕES

A eficácia e rapidez do crescimento do tecido ósseo fraturado depende da circulação eficiente da área. Portanto a massagem favorece o aumento da circulação e indiretamente melhora a irrigação no foco de fratura.
A massagem por fricção profunda objetiva a ruptura do tecido cicatricial nos ligamentos, bursas, cápsula articular e tendões, evitando aderências nessas estruturas e restaurar a amplitude de movimento normal da articulação.

EFEITOS CONTRA DOR

Teoria das comportas: o sinal recebido do toque e pressão chega até a medula e impede que a informação da dor chegue primeiro. Essa informação é transmitida por fibras de pequeno calibre, enquanto as dos mecanorreceptores são por fibras calibrosas. Desta forma os impulsos viajam mais rapidamente até a medula, inibindo a dor.

Os efeitos inibidores acontecem quando a repetição constante da mesma manobra, lenta e suave, leva a acomodação por aumentar o limiar de percepção do novo estímulo. O tono muscular é reduzido, o espasmo muscular é aliviado e, consequentemente, a dor também.

O efeito mais generalizado da massagem é, efetivamente, descontrair o corpo e a mente, aliviando a tensão. O seu efeito calmante e tranquilizante têm ajudado em casos de ansiedade, pois há uma estimulação de endorfinas, tipo de substância química que se encontra no cérebro e que produz propriedades tranquilizantes e analgésicas.

A palavra endorfina significa morfina endógena, isto é, morfina produzida naturalmente pelo nosso corpo. É um hormônio anti-stress, cuja função é aliviar a dor e a tensão.

EFEITOS VISCERAIS

A massagem no abdômen por amassamento, vibração, deslizamento no sentido do trânsito intestinal é efetiva na estimulação do peristaltismo para promover a evacuação de flatos e fezes do intestino grosso, facilitando função excretora em casos de prisão de ventre.

EFEITOS SOBRE A PELE

A passagem constante das mãos sobre a pele removerá células superficiais mortas e permitirá que as glândulas sebáceas liberem-se da obstrução e funcionem melhor. Associado a circulação melhorada que essas estruturas adquirem após a massagem, o efeito notável é, com frequência, um aspecto mais lubrificado e maior sensibilidade da pele. Além do mais a hiperemia causada facilita a permeabilidade de agentes, substâncias, óleos e medicamentos juntamente com as manobras de massagens.

EFEITOS FISIOLÓGICOS GERAIS

Aumento da circulação sanguínea e linfática;
Aumento do fluxo de nutrientes;
Remoção de catabólitos e metabólitos;
Estimulação do processo de cicatrização;
Resolução de edema e hematoma;
Aumento dos movimentos articulares;
Aumento da extensibilidade do tecido conjuntivo;
Aumento da produção de endorfinas endógenos;
Alívio da dor;
Facilitação da atividade muscular;
Estimulações de funções viscerais;
Promoção do relaxamento geral e local.

EFEITOS PSICOLÓGICOS

RELAXAMENTO FÍSICO

Para que um músculo relaxe, ou todo o corpo, é necessário que a pessoa seja capaz de minimizar o impulso cerebral para os músculos. Técnicas de massagem auxiliam este mecanismo nas pessoas.

ALÍVIO DO ESTRESSE

À medida que a massagem promove o relaxamento físico, também ajuda a reduzir a ansiedade e tensão devido a maior liberação de endorfina pelo SNC. Provoca um relaxamento generalizado nos estados de tensão, insônias, nervosismo geral e ansiedade, criando uma sensação de bem estar geral e diminuição de stress.

ALÍVIO DA DOR

A dor tem importantes alicerces fisiológicos, porém há necessidade da mente em controlar esta percepção. A massagem auxilia tanto no âmbito fisiológico como psicológico.

ESTIMULAÇÃO PARA ATIVIDADE FÍSICA

Certos tipos de massagem são bastantes estimulantes, produzindo forte sensação revigorante. Além do mais, cerca o psicológico do atleta para diminuir a ansiedade pré evento e aumenta a concentração para a prática esportiva.

Gostou das dicas? Entre em contato com o nosso Box para mais informações.

Equipe Steel Soldiers