fbpx

O momento em que o bebê nasce é muito esperado e traz muita felicidade para toda a família. Mas em meio a tanta alegria, muitas mães têm dúvidas do que devem evitar ou não para dar o maior conforto para seu bebê.

O assunto que mais deixa as mães de cabelo em pé é a cólica. As cólicas ocorrem em cerca de 10 a 30% dos bebês, sendo caracterizado por um choro inexplicável e irritabilidade (até 3º mês). É importante saber que a cólica é fisiológica e se dá devido à imaturidade do trato gastrointestinal do bebê. Ou seja, não é culpa da alimentação da mãe! Você deve ter calma, pois a ansiedade materna e estresse familiar também influenciam no surgimento de cólica no bebê.

O tipo de gordura que a mãe consome influencia na gordura presente no leite materno, então prefira o consumo de gorduras boas e evite o consumo de gorduras trans! A ingestão de peixe (ao menos 3 vezes na semana) garante os níveis de ômega-3 no leite materno.

Alguns alimentos muito condimentados ou de grande acidez podem modificar o organismo materno, alterando as características do leite. Assim, o bebê poderá rejeitar o leite materno.

Evite consumir café e outras bebidas ou alimentos com cafeína, pois influenciam no teor de ferro do leite materno, além disso, podem deixar o bebê mais agitado. Evite também os 5 “C”s: café, chocolate, chimarrão, chá preto e condimentados.

Para mais informações e orientações específicas para o seu caso, procure um nutricionista!